expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sábado, 31 de dezembro de 2016

Enquanto Eles Não Vêm

Lembro que virei o ano de 2012 escrevendo as ideias que formariam o meu primeiro livro de terror... Eu sempre admirei o gênero. Preenchi a minha infância com livros mágicos, quadrinhos, histórias inacabadas e contos fantásticos. Nessa onda literária, conheci outros autores renomados, dignos de toda atenção possível. De página em página, me vi perdido nas cidades ciclópicas de HP Lovecraft, nos corredores espinhosos de Clive Barker e nas torres sombrias do castelo de Bram Stoker. Definitivamente, o terror se tornou um dos meus gêneros favoritos; eu apenas não me sentia preparado para escrever algo voltado para ele. Com o passar dos anos, após escrever livros de aventura, drama, ação e suspense, tomei a iniciativa de fazer algo totalmente voltado para o gênero em questão.

Eis que em dezembro de 2012, precisamente no dia 31, quatro anos atrás, eu dei início ao primeiro manuscrito de “Enquanto Eles Não Vêm”.

Capa feita pela INDIE 6, arte da equipe PADGIF
Durante três anos, dediquei-me totalmente para a composição do livro, cuja história aborda a luta pela sobrevivência de dois personagens persistentes e corajosos. Juntos a todo o momento, eles se lançam no maior pesadelo de suas vidas, dispostos a enfrentar o medo do desconhecido e descobrir os maiores segredos da mansão arrepiante da Família Mombach, no melhor estilo Resident Evil. O livro conta com ilustrações de minha autoria, com documentos e fotografias macabras espalhadas pela mansão.


Vamos então por partes... Como surgiu a ideia?
O que me motivou a escrever o livro, além, é claro, da paixão pelo terror?
O que o público pode esperar de inovador e diferente no livro?
Personagens: um mais corajoso do que o outro!
A influência do HP Lovecraft: um dos maiores expoentes do horror do século XX!

Em breve, trarei todas as respostas, com novas atualizações a respeito deste projeto.

Fiquem ligados!

Feliz 2017!

Nenhum comentário:

Postar um comentário